HOME > ARTIGOS

O conceito dos benefícios da atividade física

Untitled Document

A idéia dos benefícios associados à prática esportiva infelizmente sempre teve uma conotação da necessidade de um certo grau de sofrimento. Esse conceito com certeza foi responsável pela falta de um "entusiasmo coletivo" quanto à prática de atividade física pela população num sentido mais abrangente.

As pesquisas de natureza epidemiológica realizadas ultimamente em todo o mundo felizmente apontam uma nova e promissora realidade. Segundo esses novos conceitos, nós devemos diferenciar 4 níveis de classificação quanto aos hábitos regulares de atividade física.

O nível 1 seriam os indivíduos considerados efetivamente "sedentários", sem nenhuma prática regular de exercícios. O nível 2 seria correspondente aos indivíduos que gastam de 1.500 a 2.000 calorias por semana com algum tipo de atividade física. Estes indivíduos nós poderíamos chamar de "pouco ativos", sendo que este gasto calórico equivale à cerca de 30 minutos de exercício 5 vezes por semana. O nível 3 seriam os indivíduos considerados "muito ativos" cuja atividade física habitual corresponde ao praticante regular de algum tipo de atividade esportiva com nível de intensidade compatível com o de um indivíduo treinado. O nível 4 corresponde aos atletas com alto nível de treinamento, e portanto praticantes dos chamados esportes de alto rendimento.

Com base nessa divisão, o novo conceito que se estabelece é quanto à enorme diferença na incidência de doenças determinantes de um maior risco de vida entre os indivíduos dos grupos 1 e 2, ou seja, entre os "sedentários" e os "poucos ativos". O indivíduo "pouco ativo" pode se beneficiar de maneira significativa de um pequeno investimento quanto à mudança de hábitos. Os 30 minutos de exercícios diários podem inclusive ser divididos em 3 períodos de 10 minutos por dia. Esses exercícios podem ser das mais diferentes modalidades, e não necessariamente um esporte. Andar, pedalar, dançar, nadar, subir escadas lentamente, podem ser opções interessantes.

Em resumo, os benefícios de natureza preventiva não precisam estar associados a sofrimento. O exercício pode ser leve e dividido em pequenas doses diárias!



Prof. Dr. Turíbio Leite de Barros Neto


Voltar